São João de Patos movimenta as vendas no comércio e deve gerar cerca de 4 mil empregos diretos e indiretos

O período que antecede o São João de Patos é favorável para aquecer as vendas em vários setores do comércio, tais como: lojas de roupas, bebidas, calçados, alimentação, artesanatos, entre outros. Esse incremento na economia local, também, faz aumentar os serviços e o fluxo de vendas proporciona a contratação de funcionários temporários, gerando emprego e renda.

Os serviços, também, são impulsionados antes e durante os festejos do São João. Cabelereiros e manicures, por exemplo, dobram o número de clientes durante os dias da festa; barraqueiros e ambulantes vendem uma grande variedade de produtos como: espetinhos, comidas típicas juninas, pipoca, salgados, além de todos os tipos de bebidas. Além disso, bares, restaurantes e lanchonetes ficam lotados, atendendo aos forrozeiros e turistas que visitam a cidade.

Para o presidente da Associação Comercial de Patos, João Batista Rodrigues, a expectativa para este ano é grande, pois o comércio patoense sempre aposta no potencial do São João, motivado pelo aumento das vendas, no período que antecede a festa, e pelo dinheiro deixado na cidade, pelos turistas, de todas as regiões do país, que vem conhecer e arrastar o pé no São João de Patos.

“A expectativa é muito boa, a gente vê o comércio se preparando para as vendas, pois este é um dos principais meses para as vendas durante todo o ano, perdendo apenas para dezembro. Esperamos que as vendas aumentem a medida que for se aproximando os dias da festa e os turistas comecem a chegar na cidade”, destacou João Batista Rodrigues.

Segundo o gerente de Indústria, Comércio e Serviços da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Patos, Alex Nunes, cerca de R$ 10 milhões de reais serão injetados a mais na economia da cidade neste período, movimentando setores de hotelaria, alimentação, comércio e serviços.

“Além da geração de empregos temporários, o melhor São João do Brasil também impulsiona a geração de empregos informais. O São João deste ano deve gerar cerca de 4 mil empregos, de forma direta e indireta, aquecendo assim a economia do município e gerando renda para a população local”, disse Alex Nunes.

A organização do São João de Patos 2018 espera receber nos seis dias de festa cerca de 500 mil pessoas, entre turistas, forrozeiros locais e de cidades circunvizinhas, em uma média de 80 mil a 100 mil pessoas por dia, dependendo do dia em que determinadas atrações vão se apresentar.

 

 

Coordecom-Patos