Gestores de saúde participam de última reunião da CIR de 2018 em clima de vitórias

Foi um ano de muitas dificuldades, mas também de importantes conquistas para os municípios que fazem parte da 6ª Gerência Regional de Saúde, com sede em Patos. Os gestores participaram na manhã desta terça-feira 04 da última reunião de 2018 da CIRs – Comissão Intergestores Regional do Sertão.

Muitos assuntos foram tratados pelos secretários, a exemplo da saúde do homem, cujas dificuldades para fortalecer essa política foi explicitada pelos presentes, com os municípios tendo uma tarefa árdua para ampliar e melhorar o acesso do público masculino aos serviços do SUS.

As doenças arboviroses causadas pelo Aedes, como dengue, chikungunya e zika foram outro ponto de discussão. Vários municípios que fazem parte da 6ª Região apresentam, segundo o último LIA/LIRA, levantamento que indica a presença do Aedes, alto risco de infestação pelo mosquito. A preocupação aumenta com a aproximação das chuvas, que já começam a cair no Sertão, e que são favoráveis à reprodução do transmissor das referidas doenças, caso haja meios que facilitem isso.

Representantes do Cosems – Conselho de Secretarias Municipais de Saúde apontaram o prazo de 11 de janeiro próximo para que os municípios apresentem seu plano de trabalho contra o Aedes aegypti. O plano estadual já foi aprovado pela CIB – Comissão Intergestores Bipartite. O Consems também destacou o edital de 19 de novembro, lançado pelo Ministério da Saúde, que trata da adesão dos médicos ao Programa Mais Médicos, isso depois do desligamento espontâneo dos médicos cubanos, sendo preciso o preenchimento das vagas.

Ainda em relação a esse assunto, coordenadores do curso de Medicina das FIP, Faculdades Integradas de Patos também falaram da abertura de edital para que médicos possam se inscrever às vagas para residência médica oferecidas pela Instituição, os quais cumprirão jornada nos municípios interessados no apoio desse profissional.

Os secretários foram solidários ao colega e presidente da CIRs, José Ruclenato, secretário de saúde de Catingueira, pelo trágico acidente que vitimou quatro jovens daquela cidade esta semana, causando bastante comoção àquela população.

Nessa reunião final de 2018 alguns projetos foram aprovados, como a construção de UBS de São José de Espinharas, credenciamento de uma academia de saúde para São José do Sabugi, uso de saldo remanescente de convênios/emendas parlamentares em São Mamede

O gerente regional de saúde, José Leudo, considerou bastante positivo o trabalho da CIR este ano, com muitos pleitos e conquistas para os municípios. Citou importantes investimentos pelo governo estadual, a exemplo do Hospital do Bem que vem acolhendo e tratando pacientes portadores de câncer, sendo referência para mais de 60 municípios; o centro de imagem do Complexo Hospitalar de Patos, que vem suprimindo a demanda da região por vários exames, como tomografia, endoscopia, colonoscopia, broncoscopia, Raio X geral e colposcopia.

“Foi um ano positivo, não apenas para os municípios, que melhoraram sua estrutura, mas também nossa estrutura de Estado, com o Hospital Regional se tornando Complexo de Saúde, aumentando seus serviços de alta complexidade com o Hospital do Bem, Centro de Imagem, onde o paciente não precisa mais sair do dessa unidade para realizar exame em clínicas da cidade. Mesmo em um ano com dois turnos eleitorais, a gente chega em dezembro com muita harmonia, fazendo política de saúde e otimistas em dar dar continuidade a esse trabalho de parceria com os municípios”, comentou Leudo. 

 


Ascom