Banne 01

AudiĂȘncia PĂșblica proposta por Jamerson Ferreira discute saĂșde mental dos pais de autistas e demandas para polĂ­ticas pĂșblicas

Evento reĂșne autoridades e entidades em busca de melhorias para famĂ­lias e cuidadores

Por Eduardo Rabêllo em 18/04/2024 às 09:45:34
Foto: Assessoria

Foto: Assessoria

A Câmara Municipal de Patos sediou na noite desta quarta-feira uma importante AudiĂȘncia Pública voltada para a conscientização e discussão sobre o Autismo, com o tema central "Quem cuida precisa de cuidados: Saúde mental dos pais de autistas". O evento contou com a presença de diversas autoridades, representantes de entidades e membros da comunidade interessados na causa.

O vereador Jamerson Ferreira, destacou a importância de trazer à tona depoimentos essenciais e demandas urgentes relacionadas ao cuidado de pessoas com autismo. Em seu discurso, o vereador, que é pai de um adolescente autista, ressaltou a difícil realidade enfrentada por famílias como a sua, diante da falta de apoio e serviços especializados do poder público.

"JĂĄ sinto na pele e no meu sangue as agruras enfrentadas por minha esposa, meu filho e nossa família. Conhecendo de perto essa realidade, utilizo meu mandato para amplificar as vozes de outras famílias e transformĂĄ-las em leis, requerimentos e discussões pertinentes a essa temĂĄtica", afirmou Jamerson.

O presidente da Associação de Pais e Amigos de Autistas de Patos e Região (Aspaa), Wescley Souza, enfatizou a importância desses encontros para sensibilizar o poder público sobre as demandas específicas da comunidade autista.

"Hoje muitas políticas públicas surgem dessas audiĂȘncias. Esses debates tĂȘm um impacto significativo na sociedade, aumentando a conscientização e o conhecimento sobre a causa", destacou Wescley Souza.

O secretĂĄrio de Saúde do município, Leônidas Dias, explicou aos presentes que a prefeitura tem dificuldade em contratar profissionais para atendimentos especializados, o que dificulta a oferta de serviços de saúde para autistas e cuidadores.

"Não é um problema apenas da cidade de Patos. É um problema nacional: hĂĄ uma grande demanda e uma capacidade instalada pequena. Seja no ramo público ou privado, é difícil encontrar um neurologista pediatra, um fonoaudiólogo, um psicólogo com especialidade em neurociĂȘncia ou um terapeuta ocupacional. Só conseguiremos melhorar esse gargalo quando ampliarmos os cursos e os serviços, e assim poderemos encontrar profissionais habilitados", argumentou o secretĂĄrio.

O evento foi marcado por discussões construtivas e pela apresentação de propostas concretas para melhorar o suporte às famílias e aos cuidadores de autistas em Patos e região. Autoridades políticas, psicólogos, psicopedagogos e membros da comunidade autista e seus familiares participaram ativamente da AudiĂȘncia, reforçando a importância do engajamento coletivo na busca por melhores condições de vida e inclusão.

Assessoria

Comunicar erro
Banne 02

ComentĂĄrios

Banne 03